Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Voltar

Vitaminas e minerais importantes no tratamento do câncer

Converse com seu médico ou nutricionista sobre a necessidade de tomar suplementos de vitaminas e minerais

Vitaminas e minerais importantes no tratamento do câncer

Há uma série de vitaminas e minerais importantes que podem atuar no tratamento da pessoa com câncer de três maneiras: aumento do bem-estar geral, como controle da fadiga, funcionamento do sistema imunológico e estímulo do processo de cicatrização após cirurgias. Saiba quais são esses nutrientes, suas propriedades e em quais alimentos encontrá-los.

Vitaminas e minerais importantes para pessoas com câncer e onde são encontradas

Vitamina A – pode ajudar na saúde da pele, dos tecidos e membranas e, por consequência, a cicatrização. Melhora a resposta da imunidade.1 A ingestão diária recomendada é de 700mcg para mulheres e 900mcg para homens. Principais fontes de vitamina A:2

  • Fígado bovino;
  • Cenoura crua;
  • Manga;
  • Abóbora;
  • Acerola;
  • Melão;
  • Ovo cozido;
  • Espinafre cozido.²

Vitamina B6 – é essencial para a produção de anticorpos, metabolismo de proteínas, gorduras e carboidratos – o que contribui para a boa nutrição do corpo – além de ajudar na boa cicatrização após procedimentos cirúrgicos.1,3 A ingestão diária recomendada é de 1,3mg.4 Principais fontes de vitamina B6:5.

  • Fígado bovino;
  • Banana;
  • Salmão cozido;
  • Peito de frango cozido;
  • Batata assada;
  • Ameixa;
  • Avelã;
  • Castanhas.
  • Carne bovina cozida.

Vitamina B12 – atua na criação de anticorpos e proliferação das células que formam o sistema imunológico, ajudando o corpo a se prevenir contra infecções.1 A ingestão diária recomendada é de 2,4mcg.4 Principais fontes de vitamina B12:5.

  • Bife de fígado cozido;
  • Fígado de frango cozido;
  • Frutos do mar;
  • Leite;
  • Iogurte;
  • Queijos;
  • Ovo.5

Vitamina C – auxilia no processo de cicatrização depois de cirurgias e contribui para o fortalecimento da imunidade. A ingestão diária recomendada é de 90mg para homens e 75mg para mulheres.1 Principais fontes de vitamina C:

  • Suco de laranja natural;
  • Mamão papaia;
  • Morango;
  • Kiwi;
  • Suco de tomate;
  • Manga;
  • Brócolis;
  • Couve.7

Vitamina D – é essencial para a manutenção do sistema imunológico e ajuda a manter o bem-estar e diminuir a sensação de fadiga.8 A ingestão diária recomendada é de 15mcg.9 Principais fontes de vitamina D:

  • Óleo de salmão;
  • Ostras;
  • Peixe;
  • Leite fortificado;
  • Ovo cozido.10

Vitamina E – estimula a resposta do sistema imunológico e a atividade anti-inflamatória. Para pessoas com deficiência respiratória, ajuda a reduzir os efeitos colaterais relacionados à imunidade.1 A ingestão diária recomendada é de 10mg.11 Principais fontes de vitamina E:

  • Semente de girassol;
  • Avelã;
  • Óleo de girassol;
  • Amendoim;
  • Óleo de amêndoa;
  • Castanha do Brasil;
  • Amêndoa.12

Ácido Fólico – atua na formação das células que fazem parte do sistema imunológico, na criação de anticorpos e auxilia no processo de cicatrização.1 A ingestão diária recomendada é de 400mcg.11 Principais fontes de ácido fólico:

  • Fígado de galinha;
  • Fígado de boi;
  • Lentilha;
  • Quiabo cozido;
  • Feijão preto;
  • Espinafre cozido;
  • Soja verde cozida.13

Zinco – está envolvido no crescimento de células da imunidade, além de proteger as células do corpo contra o dano oxidativo. Atua também na saúde da pele e das membranas, sendo importante para a cicatrização após cirurgias.1 A ingestão diária recomendada é de 7mg.11 Principais fontes de zinco:

  • Mariscos;
  • Ostras;
  • Carnes vermelhas;
  • Fígado;
  • Ovos.14

Selênio - protege as células da imunidade contra o dano oxidativo e é essencial para as atividades dos linfócitos, um dos tipos de células de defesa do organismo.1 A ingestão diária recomendada é de 34mcg. Principais fontes de selênio:

  • Sardinha em lata;
  • Castanha-do-Pará;
  • Cação;
  • Queijo mussarela;
  • Ovo cozido;
  • Queijo minas.15

 

Referências:

1 – Ströhle A, Zänker K, Hahn A. Nutrition in oncology: the case of micronutrients. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/20811659. Acesso em dezembro/2019.
2 – Ministério da Saúde. Manual de Condutas Gerais do Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A. Disponível em: http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2014/maio/12/manual-condutas-gerais-VitA.pdf. Acesso em dezembro/2019.
3 - Ministério da saúde. Vitaminas - Parte do Complexo B, as vitaminas B6, B9 e B12 possuem papeis importantes para o metabolismo. Disponível em: http://www.blog.saude.gov.br/index.php/570-destaques/34285-vitaminas-parte-do-complexo-b-as-vitaminas-b6-b9-e-b12-possuem-papeis-importantes-para-o-metabolismo. Acesso em dezembro/2019.
4 – ANVISA. O regulamento técnico sobre a ingestão diária recomendada (IDR) de proteína, vitaminas e minerais. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/documents/33916/394219/RDC_269_2005.pdf/2e95553c-a482-45c3-bdd1-f96162d607b3. Acesso em dezembro/2019.
5 – Associação Brasileira de Nutrologia. Tabela de conteúdo de vitamina B6 nos alimentos. Disponível em: http://www.abran.org.br/images/pdf/tabelavitaminab6.pdf. Acesso em dezembro/2019.
7 – Associação Brasileira de Nutrologia. Tabela de conteúdo de vitamina C nos alimentos. Disponível em: http://www.abran.org.br/images/pdf/tabelavitaminac.pdf. Acesso em dezembro/2019.
8 – Sociedade Brasileira de Nutrição Oncológica. A vitamina D no tratamento do câncer. Disponível em: https://www.sbno.com.br/Materia/Post?year=2019&month=3&title=A%20VITAMINA%20D%20NO%20TRATAMENTO%20DO%20C%C3%82NCER. Acesso em dezembro/2019.
9 – Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia. Recomendações da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM) para o diagnóstico e tratamento da hipovitaminose D. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27302014000500411. Acesso em dezembro/2019.
10 – Associação Brasileira de Nutrologia. Tabela de conteúdo de vitamina D nos alimentos. Disponível em: http://www.abran.org.br/images/pdf/tabelavitaminad.pdf. Acesso em dezembro/2019.
11 – ANVISA. Regulamento técnico sobre ingestão diária recomendada (IDR) para proteína, vitaminas e minerais. Disponível em: http://www4.anvisa.gov.br/base/visadoc/CP/CP%5B8989-1-0%5D.PDF. Acesso em dezembro/2019.
12 – Associação Brasileira de Nutrologia. Tabela de conteúdo de vitamina E nos alimentos. Disponível em: http://www.abran.org.br/images/pdf/tabelavitaminae.pdf. Acesso em dezembro/2019.
13 – Associação Brasileira de Nutrologia. Tabela de conteúdo de vitamina B9 nos alimentos. Disponível em: http://www.abran.org.br/images/pdf/tabelavitaminab9.pdf. Acesso em dezembro/2019.
14 – Revista de nutrição. Importância do zinco na nutrição humana. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-52732004000100009. Acesso em dezembro/2019.
15 – Universidade Estadual do Norte Fluminense. Teores de selênio em alguns alimentos. Disponível em: http://www.uenf.br/dic/ascom/wp-content/uploads/sites/4/2012/08/tabela-selenio-alimentos.pdf. Acesso em dezembro/2019.

Voltar

Veja mais desse tema

Posso fazer exercícios físicos quando estiver em tratamento?

Posso fazer exercícios físicos quando estiver em tratamento?

Saiba mais
Sintomas e sinais de emergência: quando correr para o hospital?

Sintomas e sinais de emergência: quando correr para o hospital?

Você sabe o que é uma emergência oncológica?

Emergências oncológicas são situações incomuns na pessoa com câncer, que podem ser causadas pela própria doença ou pelo tratamento e, que necessitam de um atendimento médico imediato para evitar maiores problemas. 1

Saiba mais
Imunoterapia

Imunoterapia

O tratamento do câncer vem evoluindo com o surgimento de novos tipos de medicações e estratégias de tratamento ao longo das últimas décadas. Neste contexto, a imunoterapia tem emergido como uma importante ferramenta no tratamento de vários tipos de câncer, ao lado de outras modalidades como quimioterapia, terapia-alvo, hormonioterapia, além de a cirurgia e radioterapia.

Saiba mais
Tratamentos oncológicos orais

Tratamentos oncológicos orais

Apesar de genericamente englobadas sob o termo quimioterapia oral, as terapias oncológicas administradas por via oral, através de cápsulas ou comprimidos, representam uma gama de diferentes classes de medicamentos, incluindo não apenas os quimioterápicos propriamente ditos, mas também os agentes hormonais, as drogas-alvo e os agente imunomoduladores. Devido aos diferentes mecanismos de ação, efeitos colaterais e particularidades na administração de cada uma dessas medicações, é importante que haja uma clara troca de informações entre a equipe de cuidados médicos e os pacientes antes do início do tratamento, para assegurar não apenas maior segurança, como também maior aderência, e consequentemente eficácia, do plano terapêutico proposto.

Saiba mais
Conheça Mais sobre os Tipos de Nutrição

Conheça Mais sobre os Tipos de Nutrição

Os alimentos que consumimos, são divididos em dois grandes grupos: macronutrientes e micronutrientes. Os macronutrientes são basicamente proteínas, gorduras e carboidratos. Já os micronutrientes, são as vitaminas e minerais. E quando ocorre uma falta desses nutrientes, ocorre o que chamamos de desnutrição.

Saiba mais
Importância da Nutrição no Resultado das Cirurgias

Importância da Nutrição no Resultado das Cirurgias

Todo procedimento cirúrgico, por menor que seja, envolve muitas variáveis que interfere no seu sucesso E, por isso, todo cuidado e o máximo de preparação devem ser tomados para inimizar os riscos e maximizar a segurança dos pacientes.

Saiba mais
Subir