Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Voltar

Diagnóstico de Câncer: Quais alimentos devem ser evitados?

Assim como uma alimentação saudável é capaz de melhorar e auxiliar na recuperação do estado de saúde, uma alimentação rica em alimentos inflamatórios pode piorar o estado de saúde em vários tipos de câncer.

Diagnóstico de Câncer: Quais alimentos devem ser evitados?

Assim como uma alimentação saudável é capaz de melhorar e auxiliar na recuperação do estado de saúde, uma alimentação rica em alimentos inflamatórios pode piorar o estado de saúde em vários tipos de câncer.

Por isso, é essencial entender como os alimentos alteram o índice inflamatório da dieta e, consequentemente, impactam no tratamento do câncer. Esse índice é um indicador de qualidade da dieta baseado em dados da população de estudos científicos publicados.

O índice é baseado nos efeitos positivos ou negativos da dieta nas concentrações sanguíneas de biomarcadores inflamatórios e as evidências atuais sobre a influência da dieta na inflamação são baseadas em diferentes abordagens de pesquisas:

  • com base em nutrientes;
  • com base em grupos de alimentos;
  • com base nas análises de padrões da dieta completa.

Você sabe quais são os alimentos mais cancerígenos? 1,2

Em geral, dietas não saudáveis caracterizadas por alta ingestão de alimentos ricos em energia, com alto teor de açúcar, ricas em gorduras saturadas, ricas em colesterol, carnes processadas e vermelhas, álcool e grãos refinados possuem um alto índice inflamatório.

Lista de alimentos cancerígenos segundo a OMS 3

A Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (IARC) da Organização Mundial da Saúde (OMS), frequentemente atualiza a lista de fatores de risco cancerígeno para os humanos. A última atualização ocorreu em 26 de março de 2021.

Veja abaixo a lista completa dos alimentos cancerígenos, segundo a OMS, para adequar a alimentação após o diagnóstico do câncer:

  • Carnes processadas, como: linguiça, salsicha, bacon, mortadela e presunto são um fator de risco para o câncer de estômago e intestino;
  • Carnes vermelhas não processadas em excesso (carne de boi, porco, carneiro, bode e cavalo), mais de 2 vezes na semana, estão associadas a um risco aumentado de câncer colorretal, pâncreas e próstata;
  • Bebidas como o chá e o mate, quando escaldante, estão associadas a um risco aumentado de câncer esofágico;
  • Bebidas alcoólicas são fatores de risco para câncer de boca, faringe, esôfago, intestino, fígado, laringe e mama e, um fator de risco provável para o câncer de pâncreas;
  • Peixe salgado, estilo chinês é um fator de risco para câncer de nasofaringe e estômago;
  • Legumes em conserva estão associados a um risco aumentado de câncer esofágico e de estômago.

Importância do acompanhamento nutricional precoce para o tratamento oncológico 4

A adequação da alimentação antes de iniciar o tratamento do câncer é essencial para o sucesso do tratamento. O nutricionista irá atuar na orientação sobre quais alimentos devem ser evitados, assim como irá orientar sobre o que comer e como combinar os alimentos em cada uma das refeições.

Além disso, com a avaliação e acompanhamento nutricional prévio, o profissional irá identificar o risco de desnutrição e perda de massa muscular, por exemplo, de forma que, quando iniciar o tratamento, o indivíduo já estará orientado sobre como evitar uma desnutrição por meio da alimentação e como lidar com os efeitos colaterais decorrentes dos tratamentos.

Quando o tratamento nutricional é iniciado logo após o diagnóstico e o acompanhamento é seguido durante todo o tratamento, é possível promover uma melhor qualidade de vida para o indivíduo.

 

Bibliografia:

  1. 1. Phillips CM, et al. Dietary Inflammatory Index and Non-Communicable Disease Risk: A Narrative Review. Nutrients. 2019;11(8):1873.
  2. 2. Jayedi A, et al. Dietary Inflammatory Index and Site-Specific Cancer Risk: A Systematic Review and Dose-Response Meta-Analysis. Adv Nutr. 2018;9(4):388-403.
  3. 3. World Health Organization. IARC monographs on the identification of carcinogenic hazards to humans. 26 de março de 2021. (link)
  4. 4. Barrére APN, Perez MP, Tartari R. Manual de Avaliação Nutricional em Oncologia. Nestlé Health Science. ( link )
Voltar
Subir