Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Voltar

Tire dúvidas sobre a queda de cabelo no tratamento do câncer

Mesmo que seja um efeito muito associado ao tratamento, nem todas as pessoas passam por isso

Tire dúvidas sobre a queda de cabelo no tratamento do câncer

A queda de cabelo é uma possível reação adversa a alguns procedimentos do tratamento do câncer. Veja as respostas de algumas das dúvidas mais frequentes sobre essa reação durante o tratamento.

Todo o cabelo cai no tratamento do câncer?

Nem sempre. A alopecia induzida, nome dado a queda de cabelo nesse período, pode ser total ou parcial. Geralmente, os primeiros fios começam a cair em alguns dias ou semanas após as primeiras sessões do tratamento. Os cabelos não são os únicos afetados, podendo ocorrer a queda de pelos de diferentes áreas do corpo, como sobrancelhas, braços e regiões pubianas.2,3

A queda de cabelo durante o tratamento depende de alguns fatores, como o tipo de terapia necessária, as doses de medicamentos usadas em algumas dessas terapias e características físicas da pessoa, como tendência genética a perda de cabelo e questões de saúde.2-4 Entre os tratamentos do câncer que podem levar a essa reação adversa estão:3

  • Quimioterapia com algumas classes de medicamentos específicos, como inibidores de topoismerase, antimetabólitos e agentes anti-microtóbulos;
  • Radioterapia;
  • Terapia alvo.

Existe alguma forma de prevenir a queda de cabelo nesse período?

Existem terapias que buscam desacelerar a queda de cabelo no tratamento do câncer. A principal delas é o resfriamento capilar, técnica envolve o uso de uma touca térmica que diminui a temperatura do couro cabeludo e afeta a circulação de sangue na região, impedindo que as substâncias presentes nos medicamentos cheguem até os cabelos.1

Ainda é permitido fazer procedimentos estéticos para o cabelo no tratamento do câncer?

Durante esse período, o recomendado é evitar qualquer procedimento estético que possa machucar de alguma forma o couro cabeludo. O tratamento do câncer deixa a região mais sensível, sendo ideal evitar coisas como:2

  • Usar o secador de cabelo em temperaturas altas;
  • Descolorir ou usar tintura no cabelo;
  • Tomar cuidado ao usar chapinha de alisar ou babyliss;
  • Evitar procedimentos que utilizem químicas muito fortes, como escova progressiva.

O que acontece com o cabelo após o tratamento do câncer?

A queda de cabelo é temporária. Os fios voltam a crescer naturalmente entre três e seis meses após o término das sessões de tratamento. Em alguns casos, o cabelo pode ter uma textura ou até mesmo cor diferente, mas isso não é permanente, voltando ao estado natural após algum tempo.1-,3

A perda de cabelo ainda representa uma carga psicológica muito significativa para pacientes com câncer. Espera-se que qualquer intervenção que possa reduzir os efeitos colaterais da quimioterapia leve a melhorias na qualidade de vida dos pacientes. Pesquisas demonstram que o resfriamento do couro cabeludo é atualmente a única opção segura e eficaz disponível para a redução e até prevenção da queda de cabelo nesse período1. Converse com o seu médico a respeito da possibilidade de realizar essa ou outra terapia conhecida e segura, caso seja de seu interesse.1

 

Referências:

1. Dunnill CJ, Al-Tameemi W, Collett A, Haslam IS. A Clinical and Biological Guide for Understanding Chemotherapy-Induced Alopecia and Its Prevention. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/320063000_A_Clinical_and_Biological_Guide_for_Understanding_Chemotherapy-Induced_Alopecia_and_Its_Prevention. Acesso em: novembro/2019.
2 – Moore CD. Hair Loss Due to Cancer Treatment. Disponível em: https://www.pharmacytimes.com/publications/issue/2015/september2015/hair-loss-due-to-cancer-treatment. Acesso em: novembro/2019.
3 – Rossi A, Fortuna MC, Caro G, Pranteda G, Garelli V, Pompili U, Carlesimo M. Chemotherapy-induced alopecia management: clinical experience and practical advice. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5540831/. Acesso em: novembro/2019 .
4 – Bodó E, Tobin DJ, Kamenisch Y, Bíró T, Berneburg M, Funk W, Paus R. Dissecting the Impact of Chemotherapy on the Human Hair Follicle. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1988866/. Acesso em: novembro/2019

Voltar

Veja mais desse tema

Como estipular uma rotina saudável durante o tratamento do Câncer?

Como estipular uma rotina saudável durante o tratamento do Câncer?

Você sabe como criar uma rotina saudável?
O tratamento do câncer implica em mudanças no âmbito profissional e pessoal, de forma que é preciso aprender a lidar não somente com os efeitos colaterais decorrentes do tratamento, mas também com os aspectos sociais e psicológicos. 1

Saiba mais
Como suplementar o paciente oncológico

Como suplementar o paciente oncológico

Desnutrição em indivíduos com câncer é muito frequente por diversos fatores: localização do tumor (pacientes com câncer de cabeça e pescoço ou trato gastrointestinal começam a ter dificuldade de se alimentar, e consequentemente, perdem peso); efeitos da quimioterapia, como diminuição de apetite, alteração do olfato e paladar, inflamação na mucosa, dificuldade de deglutir, náuseas, vômitos, diarreia ou constipação; jejuns prolongados em exames ou cirurgias, no pré e pós operatórios; e pelos efeitos que também afetam o metabolismo, comuns a outras modalidades de tratamento como radioterapia, imunoterapia e hormonioterapia.

Saiba mais
Hidratação para o paciente oncológico

Hidratação para o paciente oncológico

Tratamento oncológico vai muito além das terapias convencionais, como quimioterapia, radioterapia, imunoterapia ou cirurgia. O bem-estar geral do paciente, junto à sua qualidade de vida, também faz parte do tratamento. Isto inclui alimentação, exercício físico, saúde mental e hidratação. Esses são os 5 pilares para uma vida saudável.

Saiba mais
sad

WebSérie GOSTO - Mucosite

O Projeto Gosto é uma parceria do Instituto Vencer o Câncer (IVOC) com a Nestlé. No decorrer de 4 episódios, o oncologista Thiago Jorge e a nutricionista Luísa Nunes conversam com pacientes oncológicos sobre o tratamento da doença e alimentação.

No episódio 3, o tema é "Mucosite", teve a presença do Sr. Osmar Vilela e a receita escolhida pelo chef Gentil Mendonça, mousse de chocolate.

Saiba mais
scsa

WebSérie GOSTO - Disgeusia

O Projeto Gosto é uma parceria do Instituto Vencer o Câncer (IVOC) com a Nestlé. No decorrer de 4 episódios, o oncologista Thiago Jorge e a nutricionista Luísa Nunes conversam com paciente oncológicos sobre o tratamento da doença e alimentação.

No episódio 2, o tema é "DISGEUSIA", que é a distorção ou diminuição do senso do paladar, e contou com a presença da paciente oncológica Nair Andrade e seu esposo Josué Lima. A receita escolhida pelo chef Gentil Mendonça, estrogonofe.

Saiba mais
sad

WebSérie GOSTO - Constipação e Diarreia

O Projeto Gosto é uma parceria do Instituto Vencer o Câncer (IVOC) com a Nestlé. No decorrer de 4 episódios, o oncologista Thiago Jorge e a nutricionista Luísa Nunes conversam com pacientes oncológicos sobre o tratamento da doença e alimentação.

No episódio 3, o tema é "Diarreia e Constipação", contou com a presença das pacientes Juliana Carelli e Sabrina Neves, a receita escolhida pelo chef Gentil Mendonça foi crepioca de legumes.

Saiba mais
Subir