Sorry, you need to enable JavaScript to visit this website.
Voltar

A importância do cuidador para quem está passando pelo tratamento do câncer

Com os efeitos adversos do tratamento, o cuidador o cuidador pode auxiliar o paciente a manter uma rotina segura.

importanciacuidador

Os efeitos adversos no tratamento do câncer podem causar mudanças físicas e psicológicas, dificultando que a rotina habitual da pessoa seja mantida. Para passar por esse momento com mais qualidade de vida, a pessoa pode contar com a ajuda de um cuidador, seja um profissional ou até mesmo um familiar.

Quem pode ajudar a pessoa que está passando pelo tratamento do câncer?

As reações adversas ao tratamento do câncer podem surgir entre as primeiras duas semanas das sessões iniciais até seis meses após o término desses procedimentos.1,2 Por isso, é indicado que a pessoa tenha um acompanhamento logo no começo do tratamento. Na maior parte das vezes os familiares ou cônjuges assumem essa responsabilidade. Caso a pessoa seja afastada da família, amigos próximos ou até mesmo vizinhos podem estar presentes como ajudantes na rotina da pessoa com câncer.2

Os cuidadores ficam responsáveis, principalmente, pelos cuidados necessários em casa, como as tarefas domésticas e o acompanhamento das rotinas médicas.2 Além disso, o cuidador deve conversar com os médicos e conhecer quais sintomas podem significar uma emergência oncológica e como agir nesses momentos.2,3

Algumas atividades de um cuidador de pessoa com câncer

Entre as atividades que o cuidador pode se responsabilizar para ajudar quem está no tratamento do câncer estão:

Tarefas domésticas

  • Caso os efeitos adversos estejam muito fortes, ajudar a pessoa a tomar banho, se vestir ou usar o banheiro; 2,3
  • Planejar e preparar as refeições diárias; 2
  • Ajudar a pessoa com possíveis sintomas da doença ou reações do tratamento, como cuidar da pele ressecada ou preparar alimentos que evitem a náusea; 2,3
  • Manter a casa limpa e arrumada e cuidar de crianças e/ou bichos de estimação 3

Tarefas práticas

  • Planejar e marcar as consultas médicas; 3
  • Levar e buscar a pessoa nas sessões de tratamento; 2
  • Preparar a bolsa com o que a pessoa precisará nas sessões de tratamento, como lanches, livros e trocas de roupa; 2
  • Fazer compras para casa; 2
  • Administrar as questões financeiras, de plano de saúde e bancárias da pessoa com câncer; 2
  • Adquirir os medicamentos indicados pelo médico. 3

Acompanhamento emocional

  • Apesar de não ser uma tarefa, o cuidador pode oferecer suporte emocional e psicológico para a pessoa que está passando pelo tratamento do câncer. 2,3

Dúvidas que o cuidador pode ter:

O cuidador da pessoa com câncer deve acompanhá-la nas consultas?

Ao acompanhar tanto as consultas como também as sessões de tratamento, o cuidador estará mais bem informado sobre como lidar com as mudanças que a pessoa passará na rotina, além de relatar sobre o estado de saúde da pessoa com câncer para o médico. 4,5

A pessoa com câncer pode ficar sem o cuidador?

Isso dependerá de como as reações adversas estão afetando a pessoa com câncer. Em alguns casos, os sintomas podem ser mais fortes e impedir que ela consiga dirigir e até mesmo sair de casa sozinha, sendo necessária a presença do cuidador. Porém, em casa, se possível, o ideal é que a pessoa que está em tratamento também realize algumas atividades sozinha e tenha um pouco de autonomia sobre a rotina da casa e de cuidados. Para facilitar esse processo, é possível fazer uma lista das tarefas diárias e categorizar quais delas a pessoa consegue fazer sozinha e quais precisa da ajuda do cuidador. 3,4

Apoio psicológico para cuidadores de pessoa com câncer

A saúde física e mental do cuidador da pessoa que está no tratamento do câncer também precisa ser considerada, pois podem ficar sobrecarregados. Muitas vezes, a necessidade de estarem constantemente disponíveis faz com que os cuidadores não cuidem da própria saúde, levando-os a desenvolver problemas como depressão, transtorno de ansiedade e crises de estresse emocional.6

Por isso, é importante que os cuidadores também tenham apoio psicológico para manterem a qualidade de vida e até mesmo se sintam mais motivados com a atividade de cuidar da pessoa com câncer, desenvolvendo um sentimento de gratidão, crescimento pessoal e até mesmo melhorando os laços pessoais se for um familiar.6

Conheça mais sobre a importância do apoio aos cuidadores de pessoas com câncer.

 

Referências

1 - Guia Prático para pacientes oncológicos. Disponível em: http://www.saudedireta.com.br/docsupload/1334403575GuiaPratico.pdf. Acesso em: novembro/2019.
2 - Caregiver Resource Guide. Disponível em: https://www.cancer.org/content/dam/cancer-org/cancer-control/en/booklets-flyers/american-cancer-society-caregiver-resource-guide.pdf. Acesso em: novembro/2019.
3 - ASCO answers caregiving. Disponível em: https://www.cancer.net/sites/cancer.net/files/asco_answers_guide_caregiving.pdf. Acesso em: novembro/ 2019.
4 - Longacre ML. Cancer caregivers information needs and resources references. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3665756/. Acesso em: novembro/2019.
5 – Marchi JÁ, Paula CC de, Perlini MNOG-, Sales CA. Significado de ser-cuidador de familiar com câncer e dependente: contribuições para a paliação. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/tce/v25n1/0104-0707-tce-25-01-0760014.pdf. Acesso em: novembro/2019.
6 – Delalibera M, Presa J, Barbosa A, Leal I. Sobrecarga no cuidar e suas repercussões nos cuidadores de pacientes em fim de vida: revisão sistemática da literatura. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n9/1413-8123-csc-20-09-2731.pdf. Acesso em: novembro/2019.

Voltar

Veja mais desse tema

Como estipular uma rotina saudável durante o tratamento do Câncer?

Como estipular uma rotina saudável durante o tratamento do Câncer?

Você sabe como criar uma rotina saudável?
O tratamento do câncer implica em mudanças no âmbito profissional e pessoal, de forma que é preciso aprender a lidar não somente com os efeitos colaterais decorrentes do tratamento, mas também com os aspectos sociais e psicológicos. 1

Saiba mais
Como suplementar o paciente oncológico

Como suplementar o paciente oncológico

Desnutrição em indivíduos com câncer é muito frequente por diversos fatores: localização do tumor (pacientes com câncer de cabeça e pescoço ou trato gastrointestinal começam a ter dificuldade de se alimentar, e consequentemente, perdem peso); efeitos da quimioterapia, como diminuição de apetite, alteração do olfato e paladar, inflamação na mucosa, dificuldade de deglutir, náuseas, vômitos, diarreia ou constipação; jejuns prolongados em exames ou cirurgias, no pré e pós operatórios; e pelos efeitos que também afetam o metabolismo, comuns a outras modalidades de tratamento como radioterapia, imunoterapia e hormonioterapia.

Saiba mais
Hidratação para o paciente oncológico

Hidratação para o paciente oncológico

Tratamento oncológico vai muito além das terapias convencionais, como quimioterapia, radioterapia, imunoterapia ou cirurgia. O bem-estar geral do paciente, junto à sua qualidade de vida, também faz parte do tratamento. Isto inclui alimentação, exercício físico, saúde mental e hidratação. Esses são os 5 pilares para uma vida saudável.

Saiba mais
sad

WebSérie GOSTO - Mucosite

O Projeto Gosto é uma parceria do Instituto Vencer o Câncer (IVOC) com a Nestlé. No decorrer de 4 episódios, o oncologista Thiago Jorge e a nutricionista Luísa Nunes conversam com pacientes oncológicos sobre o tratamento da doença e alimentação.

No episódio 3, o tema é "Mucosite", teve a presença do Sr. Osmar Vilela e a receita escolhida pelo chef Gentil Mendonça, mousse de chocolate.

Saiba mais
scsa

WebSérie GOSTO - Disgeusia

O Projeto Gosto é uma parceria do Instituto Vencer o Câncer (IVOC) com a Nestlé. No decorrer de 4 episódios, o oncologista Thiago Jorge e a nutricionista Luísa Nunes conversam com paciente oncológicos sobre o tratamento da doença e alimentação.

No episódio 2, o tema é "DISGEUSIA", que é a distorção ou diminuição do senso do paladar, e contou com a presença da paciente oncológica Nair Andrade e seu esposo Josué Lima. A receita escolhida pelo chef Gentil Mendonça, estrogonofe.

Saiba mais
sad

WebSérie GOSTO - Constipação e Diarreia

O Projeto Gosto é uma parceria do Instituto Vencer o Câncer (IVOC) com a Nestlé. No decorrer de 4 episódios, o oncologista Thiago Jorge e a nutricionista Luísa Nunes conversam com pacientes oncológicos sobre o tratamento da doença e alimentação.

No episódio 3, o tema é "Diarreia e Constipação", contou com a presença das pacientes Juliana Carelli e Sabrina Neves, a receita escolhida pelo chef Gentil Mendonça foi crepioca de legumes.

Saiba mais
Subir